A Luta

Entidades médicas saem de grupo paritário e cobram ação do governador

29/11/2016 17:28

MINUTO SIMERS. Diante do descaso da administração do IPE, entidades médicas suspenderam as atividades na Comissão Paritária. Há cinco anos sem nenhum reajuste dos honorários, os médicos temem pelo futuro do atendimento dos funcionários públicos e se negam a ser coniventes com o desmonte do IPE–Saúde. A decisão já foi comunicada ao Governador de quem esperamos providências. Sindicato Médico do Rio Grande do Sul. A Verdade faz bem à Saúde. Fachada prédio IPE Crédito Foto Divulgação IPERGS
SEGUROS