Defesa

Simers e Sindomed cobram ação contra vereador de Santa Maria 

17/01/2022 18:17

O diretor do Interior, Luiz Grossi, juntamente com o diretor da Região Noroeste da entidade médica, Willian Adami, e o presidente do Sindomed (Sindicato dos Médicos de Santa Maria), Walter Priesnitz, reuniram-se na tarde desta segunda-feira, 17, com o presidente da Câmara de Vereadores de Santa Maria, Valdir Oliveira. O encontro virtual foi proposto pelas Entidades médicas após uma médica ter sido atacada por uma manifestação pessoal, via redes sociais, de um vereador. 

Luiz Grossi cobrou uma posição do Poder Legislativo municipal. "O ato praticado por esse parlamentar é injusto, inoportuno, vil e covarde. Ao atacar a profissional, os mais de 1400 médicos santa-marienses também são", disse o diretor ao presidente do Legislativo. 

Priesnitz relembrou que os ataques à categoria, por parte do vereador são costumeiras e, que não é um caso isolado. "Cobramos uma punição, um pedido de retratação pública, de desculpa à profissional", disse o presidente do Sindomed. 

Valdir Oliveira, que obteve detalhes sobre o incidente durante a reunião, se comprometeu em analisar o pleito das entidades, por intermédio do ouvidor-geral do Legislativo. "Me comprometo em pautar isso. Sou presidente do Poder Legislativo da quinta maior cidade do Estado, não de um partido. Não admito corporativismo", afirmou lembrando que teve Covid-19, foi internado e entubado e foi salvo pela atuação de médicos que foram incansáveis nos cuidados com ele e com outros pacientes. "Os médicos devem ser homenageados por arriscarem as suas próprias vidas para salvar outras", relatou.

O Simers e o Sindomed avaliam emitir uma Moção de Repúdio contra o vereador, além de pedir a perda do mandato à Câmara, por quebra do decoro parlamentar.

SEGUROS