Defesa

MP vai solicitar que Simers seja notificado para ingressar na ação civil pública referente à falta de leitos na UTI e Emergência Pediátricas do HU de Canoas

23/06/2022 16:18

O Ministério Público do RS vai solicitar que o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) seja notificado para ingressar na ação civil pública que trata sobre falta de leitos pediátricos no Hospital Universitário (HU) de Canoas, tanto na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) como na Emergência. A medida foi apresentada pelo promotor de Justiça, João Paulo Fontoura de Medeiros, em audiência realizada com a participação do diretor do Simers, Júlio Venzo, na tarde desta quarta-feira, 22.
A reunião foi proposta pelo Sindicato e teve como objetivo buscar ações em prol da saúde do município, que vive uma crise mesmo com a segunda maior arrecadação do Estado. Na oportunidade, o promotor explicou que o pedido de notificação do Simers se deve ao trabalho que vem sendo realizado para garantir a qualidade assistencial, desde as constantes visitas feitas ao HU até às reuniões com os gestores da instituição e da administração municipal.  
De acordo com Medeiros, os dados importantes coletados pelo Simers mostram o que está acontecendo de errado e servem de reforço para o que vem sendo feito. “Assim, integrando a ação civil pública, é possível que o Sindicato participe, diretamente, desse trabalho, sem a intermediação da promotoria”. 
Júlio Venzo ressaltou que o Simers está à disposição dos órgãos competentes. “Canoas é referência no atendimento para 150 municípios e somos parceiros do Ministério Público para garantir que os médicos sejam valorizados e tenham condições de realizar as suas funções, assim como os pacientes tenham qualidade assistencial”, afirma Venzo, que também faz parte do corpo clínico do HU.

SEGUROS