Defesa

Sob administração terceirizada, PA Bom Jesus registra falta de médicos nesta quinta-feira (21)

22/11/2019


Os pacientes que procuraram o Pronto Atendimento Bom Jesus, em Porto Alegre, nesta quinta-feira (21), encontraram dificuldades para receber atendimento. A unidade, que desde o dia 19 encontra-se sob gestão da Organização Social SPDM, registrou falta de médicos clínicos e de pediatras.

O Simers visitou o PA Bom Jesus no começo da tarde em busca de informações, mas não foi recebido pelos gestores da OS, que apenas garantiram que a escala estava completa. Porém, a entidade médica verificou que havia apenas um médico clínico atendendo, quando o correto seria que quatro profissionais fizessem o atendimento. Já na pediatria, ao invés dos três médicos previstos, apenas dois atendiam.

A carência de profissionais ocasionou uma espera de até seis horas por atendimento. O saguão lotado de pacientes denunciava as deficiências no serviço. “A escala incompleta coloca em risco tanto os pacientes, que não recebem o atendimento adequado, quanto os médicos, que ficam sobrecarregados”, alerta a Diretora de Região Metropolitana do Simers, Alessandra Felicetti, que visitou a unidade.

O Simers enviou ofício ao Conselho Regional de Medicina (Cremers), solicitando a imediata restrição dos atendimentos e providências no sentido de que a Unidade de Saúde regularize a escala médico com urgência.

Leia também:

SEGUROS