Defesa

Simers se posiciona contra protocolo da Secretaria de Saúde da Capital

11/07/2018

O Simers se posicionou contra a implantação do Protocolo de Enfermagem na Atenção Primária à Saúde (APS) - Saúde da Criança, junto à Secretaria de Saúde de Porto Alegre. Em reunião com o secretário Erno Harzheim na tarde de segunda-feira (09), o diretor Jorge Eltz de Souza questionou pontos do documento, como a interferência em procedimentos que correspondem ao ato médico.

“Nossa principal indagação refere-se a atribuições privativas de médicos, como pediatras, por exemplo, para profissionais que não são médicos. Nesse sentido, somos contra a implantação do protocolo por que outros profissionais não podem realizar ato médico, como está previsto no documento”, destacou Eltz de Souza.

Um parecer jurídico do Simers foi entregue ao secretário com os primeiros apontamentos da entidade médica.

Sociedade de Pediatria também se manifesta


A Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS) também participou do encontro. O representante, o médico Silvio Baptista, defendeu o direito de crianças serem assistidas por pediatras. Segundo ele, a decisão de encaminhar ou não o paciente para o médico, designada a outros profissionais, é negar o direito da criança de consultar com especialistas da área.

 
SEGUROS