Defesa

Simers questiona mudanças no Mãe de Deus

14/02/2020


Diretora Alessandra Felicetti solicitou informações sobre as alterações no HMD
Diretora Alessandra Felicetti solicitou informações sobre as alterações no HMD



A partir de março o Hospital Mãe de Deus vai alterar o índice de insalubridade pago aos médicos. A questão foi tratada no dia 13 de novembro durante reunião do Simers com a representação da AESC, Associação Educadora São Carlos.

A diretora Alessandra Felicetti questionou os motivos que levaram o Hospital a adotar esta iniciativa e quais os critérios que foram utilizados para justificar a medida. Também solicitou que o Sindicato tenha acesso aos documentos que determinaram a decisão de alteração.

Os representantes da Associação confirmaram a implantação da nova política remuneratória, destacando que a mesma não abrangerá todos profissionais e que alguns até poderão receber acréscimo de valores. Ressaltaram ainda que os médicos foram informados, de forma individual, sobre a mudança com base em estudo técnico.

Ao final do encontro, a AESC comprometeu-se em remeter ao Simers os estudos e o quantitativo de médicos que terão acréscimo ou decréscimo de insalubridade. No dia 05 de março, o Simers realizará reunião no auditório com os médicos da instituição para apresentar as respostas da Associação, esclarecer dúvidas e debater a adoção de medidas.


SEGUROS