Defesa

FHGV se compromete a corrigir inadequações identificadas pelo Simers no Hospital de Tramandaí

10/02/2020


O Simers cobrou providências sobre a situação do Hospital de Tramandaí e condições de trabalho dos profissionais que lá atuam durante reunião com a Fundação Hospitalar Getúlio Vargas (FHGV), mantenedora da casa de saúde, na quinta-feira (06). No encontro, a Diretora de Região Metropolitana, Alessandra Felicetti, também apresentou uma contraproposta ao acordo coletivo de trabalho oferecido pela instituição aos médicos do município no último mês.

Como resultado da conversa, o Diretor Geral do FHGV, Gilberto Barichello, se comprometeu a repassar o relatório feito pelo Simers para os diretores técnicos da fundação, bem como realizar as manutenções e providências necessárias para melhorar a situação do hospital. Foi acordado que a Fundação analisará a contraproposta ao Acordo Coletivo até a próxima terça-feira.

Entenda a situação do Hospital de Tramandaí

Na última terça-feira (04), representantes do Simers realizaram vistoria nas instalações do Hospital de Tramandaí. Além de inadequações estruturais como rachaduras, falta de equipamentos, presença de ferrugem, mofo e até mesmo cupins, também fora identificados problemas de privacidade no atendimento aos pacientes, visto que faltam divisórias entre os leitos do centro obstétrico.


Em vistoria ao Hospital de Tramandaí, Simers constatou inadequações estruturais como ferrugem e rachaduras
Em vistoria ao Hospital de Tramandaí, Simers constatou inadequações estruturais como ferrugem e rachaduras

Em assembleia realizada no dia 15 de janeiro, os médicos optaram por rejeitar o acordo coletivo de trabalho proposto pela direção do Hospital de Tramandaí, que atende somente pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) e é considerado referência para quatro municípios do litoral norte gaúcho.

SEGUROS