Defesa

Acordo garante conquista histórica em Montenegro

09/07/2020


O Simers obteve uma importante conquista nesta quinta-feira (9), em ação civil coletiva ajuizada na Justiça do Trabalho, que garantiu aos médicos celetistas do Hospital de Montenegro o pagamento de adicional de insalubridade em grau máximo, durante a pandemia de Covid-19. Das 40 ações coletivas propostas pelo Simers, esta foi a primeira com desfecho, após acordo firmado com a instituição hospitalar, nos seguintes termos:

- o hospital reconhece o direito ao adicional de insalubridade em grau máximo, inclusive de forma retroativa a 01/03/2020, em favor de todos os profissionais médicos de seu quadro funcional, passando a proceder no pagamento em favor daqueles que ainda não recebiam o adicional no aludido grau;

- o pagamento retroativo será implementado na folha do hospital até dia 10/08/2020;

- o pagamento será estendido aos profissionais que venham a ser contratados;

- o pagamento perdurará em favor de todos os profissionais durante o período em que vigorar decreto estadual que reconheça o estado de calamidade pela pandemia.

O diretor do Simers Guilherme Peterson disse que a audiência foi uma vitória significativa porque o Hospital de Montenegro reconheceu o risco dos médicos. “Mesmo não estando na linha de frente, atendendo diretamente os pacientes, o médico corre o risco de contrair a Covid-19 dentro do ambiente de trabalho, seja atendendo pacientes não Covid ou na esfera burocrática do hospital”, afirmou.

O acordo firmado cria um importante precedente para as demais ações ajuizadas pelo Simers que seguem em curso.

SEGUROS