A Medicina

Simers notifica MPF sobre possibilidade de fechamento de leitos no Hospital Psiquiátrico de Rio Grande

12/06/2019

O Simers – Sindicato Médico do Rio Grande do Sul notificou, nesta semana, o Ministério Público Federal (MPF) sobre a possibilidade de fechamento de 77 leitos no Hospital Psiquiátrico do município. No documento, o sindicato enfatiza que tomou conhecimento da intenção da Associação Santa Casa de Misericórdia de Rio Grande de encerrar as atividades do hospital e a criação de apenas 30 leitos psiquiátricos no hospital geral, levando os demais pacientes a serem atendidos nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). 

Na notificação, o Simers demonstra preocupação com essa hipótese e solicita providências do MPF para garantir o atendimento adequado à população. O sindicato reforça que o Hospital Psiquiátrico é referência na região e atende a pacientes de 26 municípios, sendo que mais da metade dos leitos são ocupados por pacientes com dependência química, além de pessoas com graves transtornos mentais. 

O sindicato também salienta, no documento, que o fechamento do hospital – um dos únicos do Estado nesse setor – penalizará pacientes, causará a demissão de médicos e profissionais e aprofundará o caos na assistência psiquiátrica pública, ocasionando mais desassistência. 

Hospital tem 100 leitos e corre o risco de fechamento. Foto: Santa Casa de Rio Grande

Hospital tem 100 leitos e corre o risco de fechamento. Foto: Santa Casa de Rio Grande

O Diretor de Interior do Simers, Fernando Uberti, diz que a intenção de fechar o Hospital Psiquiátrico não deve ser levada adiante: “A ideia de fechamento de leitos sem avaliação aprofundada já seria inadequada, tendo em vista o grande descompasso entre demanda e oferta de leitos psiquiátricos no SUS. Mais do que isso, fechar 77 leitos e talvez criar 30 em hospital geral é assumir publicamente que a assistência psiquiátrica e o drama de milhares de famílias não importa ao Poder Público de Rio Grande”.

SEGUROS