Medicina

Simers denuncia falhas na assistência da população no Pronto Atendimento Cruzeiro do Sul PACS

24/12/2020

O Sindicato Médico do Rio Grande do Sul reafirma a preocupação com a assistência da população no âmbito do Pronto Atendimento Cruzeiro do Sul (PACS). No uso de suas atribuições legais e estatutárias, essa manifestação foi encaminhada ao Conselho Regional de Medicina do RS (Cremers), nesta terça-feira (22). 

O Simers está atento aos acontecimentos na área da saúde, tema em permanente pauta na vida dos cidadãos e na rotina médica.  Hoje (24), o Sindicato teve a lamentável informação de que o Pronto Atendimento Cruzeiro do Sul (PACS) limitou consideravelmente o atendimento da tenda Covid-19, em função do número reduzido de profissionais na escala médica, o que está rotineiramente ocorrendo nesse estabelecimento de saúde. 

Hoje (24), conforme denúncia recebida, apenas dois médicos estão de plantão para atendimento clínico à demanda do local, sendo que o ideal seriam cinco profissionais. Não há previsão de troca de plantão neste Natal, com o risco de o PACS ficar sem médicos para atendimento. “Tomamos todas as providências cabíveis, alertamos as autoridades, envolvendo instituições como Cremers, Ministério Público e Secretaria Municipal de Saúde", destaca  a diretora de Região Metropolitana, Dra. Alessandra Felicetti,  ao observar que   "este cenário é muito grave e coloca em risco à assistência a população e o exercício da medicina”. 

A diretora ressalta que o Simers permanece atuante 24 horas em defesa da categoria médica e em busca de melhores condições de trabalho, alertando que no Natal a rotina é igualmente estabelecida para atuação em defesa dos médicos e da saúde.

SEGUROS