Defesa

Simers atua após denúncias de irregularidades quanto ao enfrentamento do Coronavírus nas Unidades de Saúde de Alvorada

26/03/2020




O Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) vem recebendo denúncias por falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s), bem como, descumprimento da recomendação do Ministério da Saúde, que orienta afastar os profissionais acima de 60 anos do grupo de risco (gestantes, imunossuprimidos e portadores de doenças crônicas) nas Unidades Básicas de Saúde locais. Tão logo recebeu as denúncias, o Simers, prontamente, foi em busca de soluções para o caso, tais como cumprimento de liminar concedida ao Sindicato dos Municipários determinando que a prefeitura fornecesse os EPI’s. Entretanto,  a administração municipal segue descumprindo o despacho e os profissionais permanecem expostos realizando atendimentos de pacientes na linha de frente.

Nesta quarta-feira (25), a Câmara de Vereadores aprovou Projeto de Lei que permite a contratação de profissionais de forma emergencial, porém, a emenda proposta pelo vereador e médico Darci Barth, que previa a garantia de EPI’s e materiais de higienização aos profissionais, não foi aprovada. “Neste momento em que há união de esforços em prol do combate à pandemia do coronavírus e na garantia da segurança dos profissionais no atendimento à população, a Câmara de Vereadores negligencia a segurança daqueles que são mais importantes na linha de frente”, destaca a diretora de Região Metropolitana do Simers, Alessandra Felicetti. 

O Simers continuará incansável na defesa de adequadas condições de trabalho para os médicos.


SEGUROS