Defesa

Simers alerta: aumenta o risco de desassistência em unidades de saúde de Canoas

19/07/2019

Apesar da prefeitura de Canoas ter anunciado a normalização dos pagamentos aos profissionais que atuam em unidades de saúde do município, o risco de desassistência permanece. A operação não contemplou os médicos, que não recebem suas remunerações desde maio.

O pagamento já realizado foi viabilizado por meio de um empréstimo realizado pelo Hospital Nossa Senhora das Graças, gestor das unidades, com o aval da prefeitura. Mesmo excluídos do acerto, os médicos continuam atendendo normalmente. 

Todavia, os profissionais poderão recusar assumir novos plantões sem o acerto dos honorários atrasados, com risco de desassistência à população.

SEGUROS