A Luta

Salário atrasado de médicos que atuavam para o Gamp pode ser pago nesta sexta-feira (11)

10/01/2019



O Simers, mais uma vez, buscou esclarecimentos quanto ao pagamento dos médicos em unidades que eram administradas pelo Grupo de Apoio a Medicina Preventiva (Gamp) e estão sob intervenção da Prefeitura de Canoas. O encontro aconteceu na manhã desta quinta-feira (9) na sala de reuniões do Hospital Universitário de Canoas. A equipe de intervenção reafirmou ao Simers que o pagamento de dezembro será efetuado no máximo até o dia 15 de janeiro. Mas enfatizou que tentará depositar até esta sexta-feira (11).

Membro da equipe de intervenção Fernando Ritter pediu que todo o profissional que perceber distorção no pagamento pode entrar em contato com o gestor da sua área. Também afirmou que “não existe falta de recurso, a dificuldade é do banco. São problemas operacionais”, declarou Ritter.  

Nova licitação à vista

A equipe de intervenção comunicou que está prevista a elaboração de uma nova licitação para empresas que queiram administrar os hospitais e UPAs de Canoas. “A gente gostaria de, se possível, participar da montagem para contribuir com relação ao conhecimento médico”, destacou Edilson Machado, diretor do Simers. Médico do HU desde sua abertura, Edilson relembrou as diversas instituições que passaram pelo local. “Já esteve aqui o Mãe de Deus, daí fechou; a Ulbra quebrou. Não podemos permitir que venha uma instituição de fora sem um compromisso ou planejamento a longo prazo. É preciso comprometimento”, concluiu. Ritter se comprometeu a organizar uma comissão para discutir cada ponto do edital.


SEGUROS