A Luta

Diretor do Simers se reúne com médicos de Cruz Alta

27/10/2020


A falta de previsão de um contrato formal e os atrasos nas remunerações dos profissionais que atuam no Hospital de Caridade São Vicente de Paulo, em Cruz Alta, foram os motivos da reunião entre o diretor-adjunto do Simers, Willian Adami, e um grupo de médicos da instituição. O encontro ocorreu no dia 20 de outubro, na sede do hospital. Também participou o delegado do Simers em Cruz Alta, Dr. Ricardo Severo, e o advogado José Carrazzoni, da Assessoria Jurídica da entidade médica.

No encontro, os médicos reforçaram a ausência de contratos entre o hospital e os profissionais, o que prejudica o exercício da Medicina e não dá segurança aos especialistas. Além disso, falaram sobre o atraso no pagamento das remunerações, que ocorre há vários anos. A situação foi motivo de ofício do Simers à mantenedora do hospital, com cópia para o Ministério Público e o Conselho Regional de Medicina (Cremers) e ao prefeito de Cruz Alta, Vilson Roberto dos Santos. 

Na reunião, ficou acordado que o Simers tentará avançar, junto à direção do hospital, na questão da formalização dos contratos. Outra dificuldade é com relação aos atrasos, pois a atual direção do hospital argumenta que a dívida é de responsabilidade da antiga gestão que administrava a instituição.

“É inacreditável que em 2020 ainda exista tamanha precarização das relações de trabalho. Além de condições de trabalho adequadas, o médico precisa receber seus honorários dignamente, como todos os outros profissionais. Há colegas em Cruz Alta que ficaram 24 meses trabalhando sem receber. Estamos atuando junto à administração da instituição, e solucionar esse impasse é uma prioridade para o Simers”, afirmou o diretor Adami.

SEGUROS