A Luta

Assembleia aprova minuta de projeto do plano de carreira para médicos em Santa Cruz

Em assembleia realizada nesta segunda-feira (3), os médicos municipários estatutários de Santa Cruz do Sul aprovaram, com sugestões de alteração, a minuta do projeto que estabelece um plano de carreira no município, fruto de uma negociação entre o Simers e a Prefeitura. A proposta, além de estabelecer diversas faixas de carga horária para os profissionais, também define novo salário-base para a categoria. A expectativa é que o projeto seja encaminhado e aprovado pela Câmara Municipal ainda em dezembro.

 

Pelo projeto, o Plano de Carreira, Cargos e Vencimentos (PCCV) dos Profissionais Médicos fica constituído por 18 especialidades, com 10 classes de vencimentos. Os valores estabelecidos correspondem à jornada de trabalho de 40 horas semanais, sendo que, para cargas horárias diferentes, a remuneração será calculada proporcionalmente ao desdobramento da jornada.  Os médicos poderão trabalhar nas seguintes cargas horárias: 8, 12, 20, 24 e 40 horas semanais. O profissional deverá optar por uma delas, exceto os vinculados à Estratégia de Saúde da Família (ESF), que deverá cumprir as 40 horas semanais.

 

De acordo com o diretor do Simers, Willian Adami, este projeto é um marco para a categoria médica. “Em um cenário crescente de terceirizações e precarização das relações de trabalho, é gratificante avançar com um projeto como este. Não é apenas um ganho para a categoria, é uma vitória para a sociedade. Para um município do porte de Santa Cruz do Sul, o PCCV é   fundamental para manter o quadro atual e atrair novos médicos especialistas para o município”, afirmou.

SEGUROS