Vida

5 situações que só quem é médico entende

17/10/2016

hospital, profession, people and medicine concept - group of happy doctors meeting and taking notes at medical office
Foto: Dolgachov / iStock


Enquanto muita gente fica horrorizada com uma espinha, eles sequer movem a sobrancelha diante de uma fratura exposta. E o costume em lidar com a dor é tamanho que às vezes fica difícil admitir que estão doentes, mesmo quando a maioria das pessoas já teria marcado uma consulta para tirar a dúvida. Vida de médico, como a de outras profissões, tem peculiaridades que nem sempre são compreendidas por quem já se acostumou a esperar um pouco mais por aquele amigo que ficou preso no plantão do posto de saúde. Conheça algumas situações que só quem é médico entende:

1. Gostar de falar de patologias e tratamentos nas horas vagas



O médico passa o dia inteiro pensando e falando sobre doenças, diagnóstico e tratamento. Alguns poderiam pensar que fora do trabalho, eles não querem nem pensar nisso, mas não é verdade. Você pode ter certeza que eles vão querer falar de diagnósticos, tratamentos e situações que ocorreram no trabalho, principalmente quando estão com outros profissionais da saúde.



2. Não ter medo nem nojo de sangue, fraturas e órgãos expostos



Algumas pessoas desmaiam só de ver sangue, mas os médicos costumam achar o corpo humano algo realmente fascinante.



3. Estar constantemente estudando e fazendo cursos, mesmo depois de anos de formado.



A medicina não é a única, mas sem dúvida é uma das profissões que mais exige que o profissional se atualiza constantemente. Ler artigos científicos, participar de seminários e fazer cursos faz parte da rotina do médico e fará por toda a vida.



4. Perder a noção do tempo por causa das horas de trabalho pouco convencionais



Os horários de trabalho dos médicos podem ser realmente confusos. Muitos fazem plantões durante a madrugada de 12 ou até 24 horas. Além disso, médicos trabalham no turno da noite, finais de semana e feriados. Ao mesmo tempo, os outros podem estranhar quando o médico está de folga em uma terça-feira à tarde. No fim, é normal se perder um pouco no calendário.



5. Aprender a improvisar para driblar a falta estrutura



Depois de trabalhar no sistema público por algum tempo, o médico se acostuma com a necessidade de improvisar quando falta equipamento e medicamentos. O que importa é conseguir ajudar o paciente!



6. Quando você tem aquele evento imperdível, mas fica preso no plantão



Depois de um tempo, o médico se acostuma a perder aniversários, casamentos e viagens porque está de plantão, mas é difícil fazer pessoas que trabalham 8 horas por dia, 5 dias por semana, entenderem isso. Não é à toa que é muito comum médicos se relacionarem com outros médicos.



7. Como é ser médico 24 horas por dia



Quando você é médico, você é médico 24 horas por dia. Não só por causa do excesso de trabalho, mas as pessoas a sua volta passam a falar sobre saúde o tempo todo com você. O médico pode tirar o jaleco, mas a medicina nunca deixa ele. E no final, os médicos não se importam, porque é difícil não amar a medicina.



SEGUROS