Defesa

Simers alerta para possível demissão em massa de médicos que atuam na emergência de hospital em Santo Antônio da Patrulha

14/09/2021 10:46

Diante da iminência de demissão em massa dos médicos emergencistas do hospital de Santo Antônio da Patrulha - gestão da Santa Casa -, o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) atua de forma intensa desde o início da manhã desta segunda-feira, 13. Tão logo soube do primeiro desligamento de um dos profissionais da categoria, o presidente do Simers, Marcelo Matias, entrou em contato com o diretor-geral do hospital, Júlio Matos, e com o diretor-técnico, Ricardo Kroef. Na oportunidade, havia sido garantida a manutenção de toda a equipe.

À noite, a diretora-geral da entidade, Alessandra Felicetti, reuniu-se com a equipe de médicos: “Assim que começamos a executar a nossa estratégia de contenção desta medida desrespeitosa, mais dois trabalhadores foram dispensados”, destacou. “Além disso, foi apurado pelo Simers que o novo Responsável Técnico do Hospital seria titular de uma empresa prestadora de serviços médicos, diretamente responsável pela substituição dos profissionais, o que configura conflito de interesses”, completa Alessandra. 

A entidade irá tomar todas as medicas cabíveis para garantir o respeito aos direitos deste grupo de profissionais que segue atendendo incansavelmente à população local desde o início da pandemia, driblando adversidades e afastando-se das próprias famílias durante este período.

SEGUROS