Na Defesa

Uruguaiana: Simers vai exigir cronograma de pagamento de atrasados à Santa Casa e alerta para risco de desassistência na saúde

14/03/2019

Em assembleia realizada na noite de quarta-feira (13), os médicos que atuam na Santa Casa de Uruguaiana decidiram cobrar mais transparência da nova direção do hospital e um cronograma de pagamento das remunerações em atraso desde o ano passado. 

O Simers, entidade que representa a categoria, deverá notificar a diretoria da casa de saúde nos próximos dias. Os profissionais querem esclarecimentos sobre o montante devido, que chega a atingir 5 anos diferentes para alguns médicos e especialidades. Também querem a formalização de um cronograma de pagamento. Os médicos reforçam que foi dado um prazo de 90 dias para que houvesse transparência sobre as finanças da instituição e que a nova interventora apresentasse alternativas para o pagamento dos atrasados, o que não ocorreu.

Além disso, o Sindicato intensificará ações na mídia local nas próximas semanas, expondo a real situação dos médicos à comunidade e alertando para o risco de paralisação de serviços. "A situação é muito grave, falta transparência ao hospital e à intervenção municipal, além de disposição para encontrar soluções. Alguns serviços podem ser interrompidos, prejudicando a população. Vamos aguardar uma resposta concreta da direção da Santa Casa, para que não ocorra desassistência à saúde do município", alertou o Diretor de Interior do Simers, Fernando Uberti Machado.

SEGUROS