A Luta

Simers trata do fim da violência obstétrica na DPE

11/06/2019





Direção do Simers destacou na DPE as incoveniências do termo "violência obstétrica"
Direção do Simers destacou na DPE as incoveniências do termo "violência obstétrica"



Apresentar aos defensores públicos a inconveniência da utilização do termo violência obstétrica. Este foi o principal item da pauta da reunião realizada no 10 de junho na Defensoria Pública do Estado entre o presidente do Simers, Marcelo Matias, e o Defensor Público-Geral do Estado, Cristiano Vieira Heerdt. O presidente disse que está à disposição para participar de debates com os entes jurídicos do Estado referente a esse tema.

Marcelo expôs as dificuldades que os obstetras enfrentam na execução de suas atividades e alertou os defensores sobre o fato de muitos processos judiciais serem injustos e prejudiciais ao sistema de saúde. Também presente ao encontro, o diretor Marcos Rovinski ressaltou que a expressão violência obstétrica criminaliza profissionais da saúde, o que é inaceitável.

O Defensor Público-Geral afirmou que as considerações apresentadas pelo Simers são importantes e mostrou-se contrário a judicialização existente na área da saúde pública. A prescrição de medicamentos não padronizados foi outro tema abordado na reunião. A direção do Sindicato informou que está à disposição da DPE para colaborar neste debate.

SEGUROS