Defesa

Simers reforça negociações para manter veto do prefeito de Torres ao projeto de lei sobre doulas nas salas de parto

04/02/2020

Câmara deve votar projeto na próxima segunda-feira. Foto: Jornal A Folha

Câmara deve votar projeto na próxima segunda-feira. Foto: Jornal A Folha

O Simers intensificou, na segunda-feira (4), as negociações para manutenção do veto do prefeito Carlos Souza ao projeto, aprovado pela Câmara, que permite a presença de doulas durante todo o período de trabalho de parto, durante o parto e pós-parto imediato na cidade. A sessão da Câmara Municipal para apreciar o veto do prefeito está marcara para a próxima segunda-feira (10).

Diretora Daniela Alba acompanhou sessão da Câmara Municipal de Torres
Diretora Daniela Alba acompanhou sessão da Câmara Municipal de Torres

A diretora do Simers, Daniela Alba, esteve na sede do Legislativo e reuniu-se com sete dos 13 vereadores, a fim de expor as razões da entidade para a manutenção do veto ao projeto, de autoria do vereador Rogerinho (PP), aprovado em 16 de dezembro de 2019. Daniela ressaltou que as reuniões foram produtivas e reforçou a posição do Simers a respeito da proposta. “Explicamos aos vereadores que não somos contra as doulas, mas acreditamos que há algumas inconsistências no projeto”, afirmou. Ela disse ainda que, se o veto for derrubado, a Prefeitura poderá ter alguma irregularidade apontada pelo Ministério Público futuramente, pelo fato de que o projeto permitiria a cobrança, pela doula, de um serviço no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), que é gratuito. 

A movimentação do Simers começou na semana passada, quando o presidente Marcelo Matias também esteve em Torres e reuniu-se com os vereadores. Além disso, a entidade manifestou seu posicionamento nas rádios e jornais locais, a fim de alertar a população.

SEGUROS