Medicina

Simers recomenda nomeação de médico psiquiatra para direção do IPF

06/12/2019

Responsável pela custódia e atendimento de pessoas com problemas mentais que cometeram atos infracionais, o Instituto Psiquiátrico Forense (IPF) deve ser dirigido por um médico psiquiatra.

Esta foi a recomendação feita secretário-geral do Simers, Marcos Rovisnki, ao secretário de administração penal do Estado, Cesar Faccioli, em encontro realizado na última quarta-feira (4/12).

Atualmente, o IPF encontra-se sem diretor-geral. Rovinski destacou que a instituição é uma casa de saúde voltada para custódia e tratamento. “O IPF e não um presídio comum. Por isso, deve receber um tratamento diferenciado, sob o comando de um médico especialista”, afirmou.

De acordo com Rovinski, Faccioli se mostrou receptivo à realização de uma parceria com o Simers a fim de fortalecer ações serão implementadas no IPF.



SEGUROS