Defesa

Simers obtém avanço sobre remunerações em atraso de médicos de médicos de Cachoeirinha

14/10/2020


O Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) obteve um importante avanço para que os médicos que atuam na saúde pública de Cachoeirinha recebam suas remunerações em atraso. O Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT-4) deferiu liminar em um mandado de segurança, impetrado pelo Simers, para garantir o pagamento da dívida por meio de ação coletiva, e não por ações individuais. 

Os profissionais de Cachoeirinha que foram contratados pela Xp3 Fund Gestão, empresa terceirizada pela Prefeitura, estavam com parte dos vencimentos atrasados desde junho e não receberam verbas rescisórias. Em setembro, a Justiça determinou que o município arcasse com o pagamento, o que inicialmente não foi cumprido. 

Após isso, houve determinação de que os valores fossem depositados em juízo, mas só seriam liberados através de ações individuais. Por causa disso, o Simers impetrou o mandado de segurança, obtendo decisão favorável aos médicos envolvidos. Agora, os profissionais aguardam pelo pagamento desses valores em atraso.

SEGUROS