Na Defesa

Simers denuncia retaliação da direção administrativa do Hospital de Caridade de Três Passos

09/09/2019

Médicos pedem saída da diretora administrativa da instituição

Médicos pedem saída da diretora administrativa da instituição

Médicos também exigem substituição da gestora da instituição

Ao longo dos últimos meses, os médicos que atuam no Hospital de Caridade de Três Passos, em conjunto com o Simers tentam negociar com a direção da casa de saúde soluções para as precárias condições de infraestrutura e para os sistemáticos atrasos de pagamento das remunerações.

Em nenhum momento a direção do hospital apresentou propostas concretas para as demandas dos profissionais ou mesmo abriu um canal efetivo de diálogo. Mesmo assim, os médicos não deixaram, em nenhum momento, de atender as necessidades do hospital, mantendo a assistência à população.

Após reuniões, negociações e notificações do Simers ao hospital, surpreendentemente a resposta da direção ocorreu na forma da demissão de médicos. A entidade considera a atitude uma retaliação à mobilização do corpo clínico e entende que estão esgotadas as possibilidades de negociação com a atual gestão.

Dessa forma, os médicos formalizaram, no dia 5 de setembro, a exigência de substituição imediata da gestora do hospital, tendo como objetivo a retomada e avanço das negociações, viabilizando a manutenção dos atendimentos para a população da cidade e da região.

O Diretor de Interior do Simers, Fernando Uberti, entende que a situação é grave e que precisa de soluções imediatas. “Os médicos há alguns meses tentam o diálogo e a solução negociada com a gestão do hospital, sem sucesso. Como resposta, temos demissões de médicos, o que parece uma clara retaliação. Manter a assistência à população de Três Passos e região não pode ser esforço de somente uma das partes. Nesse sentido, esgotaram-se as possibilidades de entendimento com a atual gestora“, afirmou. 

SEGUROS