A Luta

Osório: Hospital São Vicente de Paulo recebe pacientes de municípios vizinhos sem a estrutura necessária

16/10/2018


Por mais uma vez, o Hospital São Vicente de Paulo, em Osório, é pauta do Simers. Além dos problemas financeiros, a instituição enfrenta dificuldades em se manter como referência para sete municípios da região. Atualmente, o HSVP não tem estrutura para atender pacientes graves, inclusive oncológicos, pois não conta com banco de sangue e UTI para realizar grandes procedimentos cirúrgicos. Por conta dessa situação, o Simers se reuniu, na tarde desta quinta-feira (11/10) com o delegado da 18ª Coordenadoria Municipal da Saúde, Cláudio Paranhos, para debater o assunto.

Mesmo com todos os problemas estruturais, muitos pacientes graves, vindos de outras cidades próximas, continuam sendo transferidos para Osório, o que coloca a vida dessas pessoas em risco. Para o diretor do Simers, André Gonzales  providencias precisam ser tomadas imediatamente, antes do verão, quando a população da cidade aumenta. “Faz tempo que referencia e contra referência são grandes problemas do São Vicente de Paulo. O hospital é apresentado como tendo mais recursos do que realmente tem para diversas áreas como obstetrícia e cirurgia. Uma reunião com autoridades competentes para discutir como melhorar essa situação antes mesmo do período de verão, quando a população aumenta significativamente pode auxiliar na condução do problema”, afirma Gonzales.

A 18ª Coordenadoria ficou de agendar reunião com os Secretários de Saúde de Osório e Santo Antônio da Patrulha, município que mais transfere pacientes ao HSVP, na próxima quinta-feira (18) para debaterem o problema, com a participação do Simers.

 

SEGUROS