Prefeitura lança edital para selecionar novo gestor do Hospital da Restinga Extremo-Sul

Na semana passada, o secretário de Saúde de Porto Alegre Erno Harzheim anunciou o lançamento, na edição extra do Diário Oficial, de um edital para selecionar o novo gestor do Hospital da Restinga Extremo-Sul. Isso porque o atual contrato, sob responsabilidade do Hospital Moinhos de Vento, encerra-se no dia 30 de junho. O resultado do edital será divulgado no dia 07 de junho e, segundo o secretário, a modalidade de contratação se dará por meio de um Termo de Colaboração.

Na coletiva de imprensa, o prefeito Nelson Marchezan Jr. prometeu que o novo edital vai ampliar o número de serviços e otimizar os recursos públicos em parceria com recursos federais, estaduais e municipais. “É um novo formato que a gente quer seguir, contratualizando com entidades que já são parceiras nossas ou novas entidades, inclusive de fora do estado, que são especialistas, que entregam ótimos resultados. A contratualização vai ser avaliada pela qualidade da oferta dos serviços que eles possuem. Vamos otimizar recursos públicos e quase duplicar o volume de serviços oferecidos ampliando o atendimento numa zona que é afastada do centro da capital”, garantiu ele.

Marchezan destacou, ainda, que a contratualização é o caminho que a cidade vai seguir nos próximos anos. “Contratualizar entidades que são especialistas, que têm expertise de entregar serviços com qualidade e que podem fazer isso de forma rápida ampliando, o atendimento da saúde pública municipal.”

Conforme a diretora do Simers Clarissa Bassin, essa modalidade de contratualizações citada pelo prefeito não é novidade. “Isto existe há anos no SUS e é uma obrigação do gestor na gestão plena”, ressaltou ela.

Atualmente, o hospital possui 62 leitos, sendo 52 destinados a adultos e 10 pediátricos. Com a nova proposta, Marchezan garante que o total de leitos será ampliado para 111, sendo 10 para a UTI, 91 para adultos e 10 pediátricos – além de 4 blocos cirúrgicos, Pronto Atendimento de Traumatologia com atendimento 12 horas por dia, 6 dias por semana. Marchezan também se comprometeu a ampliar o número de exames em 147%.