Frente Parlamentar da Segurança Pública Municipal propõe medida para reduzir ocorrências nas UBSs

Freseg discute medidas para reduzir ocorrências

Clarissa entende que a limitação nos atendimentos gera inúmeros problemas. Foto: Lisiani Mottini

A segurança interna e externa nos postos de saúde de Porto Alegre foi tema do encontro que reuniu SIMERS e autoridades do município na manhã desta segunda-feira (11). A entidade médica fez uma visita de avaliação em diversos postos de saúde e levou o assunto para reunião da Frente Parlamentar da Segurança Pública Municipal (Freseg), na Câmara de Vereadores. Três Unidades Básicas de Saúde (UBSs) foram analisadas: Ipanema, Restinga e Guarujá.

Relatos de cenas de violência ocorreram em todas elas. Além disso, as unidades do Guarujá e Ipanema estão superlotadas devido ao fechamento do posto do Morro dos Sargentos. De acordo com a diretora do SIMERS, Clarissa Bassin, a limitação nos atendimentos gera uma cascata de problemas.

“A superlotação ocorre por diversas ocasiões. Por exemplo, averiguamos uma inundação na UBS Restinga por questões de estrutura da caixa d’água. Fecharam o posto para que pudessem secar o chão e instalar o objeto que tinha estragado. Isso tudo é prejuízo e quem sofre é a população”, relatou.

Proposição discutida

A partir das sugestões dos participantes, surgiu a ideia de criar o Fórum da Segurança nas UBS, nos moldes do Fórum dos Transportes Coletivos, que reduziu o número de assaltos nos ônibus. A proposição é que o grupo se reúna uma vez por mês e que todas as autoridades das UBSs estejam presentes. O objetivo é trabalhar na redução das ocorrências.

A Secretaria Municipal dos Serviços Urbanos também se comprometeu em podar árvores do entorno das unidades, cortar a grama e providenciar a troca de lâmpadas.

Além do SIMERS, participaram do encontro representantes da Secretaria de Serviços Urbanos, EPTC, Brigada Militar e o secretário adjunto da Saúde de Porto Alegre, Pablo Stürmer.