Ministro demonstra despreparo e desconexão com a realidade

A declaração do ministro da Saúde, Ricardo Barros, de que os médicos têm de parar de fingir que trabalham, teve forte reação de entidades médicas. O Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS) divulga nota intitulada “Incompetência e difamação” e afirma que o ministro demonstra “total despreparo e desconexão com a realidade, além de pouca educação” ao fazer as declarações ofensivas.

O SIMERS cita as emergências superlotadas e pessoas com sequelas permanentes devido à falta de itens básicos para atendimento e que o governo gasta hoje quase metade da receita pagando juros aos bancos e  acrescenta: A título de curiosidade: todos os médicos da prefeitura de Porto Alegre registram ponto digital e cumprem integralmente sua carga horária. No entanto, a saúde continua piorando.”

Confira a íntegra da nota do SIMERS:

INCOMPETÊNCIA E DIFAMAÇÃO

Diante das declarações ofensivas do ministro da Saúde, Ricardo Barros, o Sindicato Médico:

  1. Lamenta que, além da série de ministros envolvidos em denúncias de corrupção, o Governo Temer acolha o senhor Ricardo Barros.
     2. O ministro demonstra total despreparo e desconexão com a realidade, além de pouca educação.
     3. Enquanto pessoas morrem nos corredores das emergências e outras ficam com sequelas permanentes por falta até de luvas cirúrgicas, o governo restringe verbas e destina quase metade da receita aos banqueiros.
  2. É deprimente que um ministro se preste ao triste papel de ofender a categoria médica, eleita pela população como aquela em quem deposita maior confiança.
     5. A título de curiosidade: todos os médicos da prefeitura de Porto Alegre registram ponto digital e cumprem integralmente sua carga horária. No entanto, a saúde continua piorando.

Reiteramos a disposição dos médicos em, apesar das condições adversas, continuar a aliviar os que sofrem e salvar vidas, sem dar ouvidos a difamadores.

 A Verdade faz bem à Saúde.

Porto Alegre, 14 de julho de 2017.

Dr.Paulo de Argollo Mendes                                                 Dra. Maria Rita de Assis Brasil                                         Presidente                                                                                    Vice-presidente